EFEITOS DE UMA APLICAÇÃO DE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA SOBRE A MEMÓRIA DE TRABALHO E LINGUAGEM EM PACIENTES COM AFASIA

"Agradeço ao IMPI pela parceria, por gentilmente ter cedido o espaço e materiais para coleta de dados, nos acolhendo com carinho, presteza e hospitalidade. Em especial a Dra. Francisca Sampaio Leão, que nos deu todo amparo sempre que necessitamos." Msc. Ricardo Rocha.*

A memória de trabalho é uma habilidade cognitiva que envolve o armazenamento temporário e a manipulação de informações. Pesquisas recentes têm mostrado que indivíduos com afasia, além de apresentarem problemas de linguagem, apresentam também déficits de memória de trabalho. Esse déficit pode contribuir para as dificuldades de expressão e compreensão da linguagem oral encontrados nesses indivíduos.

 

A estimulação transcraniana por corrente contínua (tDCS) é uma ferramenta capaz de modular a atividade cerebral, resultando em melhora no desempenho em diversas tarefas cognitivas. O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos da tDCS sobre o desempenho de indivíduos com afasia em uma tarefa de memória de trabalho e os efeitos subsequentes dessa aplicação em tarefas de compreensão e produção oral.

 

Quanto aos materiais e métodos, participaram do estudo (randomizado, duplo-cego e placebo-controlado) 30 pacientes com afasia não fluente, divididos em três grupos: anódico (N = 10), simulação (N = 10) e offline (N = 10). Todos receberam corrente de 2 mA no córtex pré-frontal dorsolateral esquerdo do cérebro em uma única sessão de estimulação. Os grupos anódico e simulação realizaram tarefa de memória de trabalho (1 e 2-back) enquanto recebiam estimulação anódica (20 minutos) e simulação (30 segundos), respectivamente. O grupo offline recebeu estimulação anódica (20 minutos) sem realizar as tarefas de memória de trabalho. Antes e após a realização das tarefas de memória de trabalho os participantes realizaram testes de compreensão e produção oral.

Nos resultados, observamos que o desempenho na tarefa de memória de trabalho não foi alterado durante a aplicação de tDCS. Também não houve efeito de grupo na tarefa de compreensão oral subsequente. Contudo, participantes do grupo anódico apresentaram melhora na tarefa de produção oral (discurso narrativo oral). Os resultados apresentam subsídios para novas formas de tratamento em pacientes com afasia.

 

Palavras-chave: afasia não fluente, memória de trabalho, estimulação transcraniana por corrente contínua, córtex pré-frontal dorsolateral esquerd

* - Em sua dissertação de mestrado a Ricardo Rocha agradeceu ao IMPI e à Dra. Francisca S. Leão, diretora-presidente do IMPI e IEPSE, por seu incentivo à pesquisa e inovação com a dedicatória citada.

Editado por Matheus T. Araújo

Coordenador do Centro de Pesquisa em Nerociências IEPSE/IMPI

matheus@iepse.com.br

22/08/2018

whats.png